Hospital Parque Belém

Hospital Parque Belém
Hospital Parque Belém - Vista da Parte Fronteira
Minha foto
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Programa Pampa News de Fim de Ano

      O último Pampa News de 2011 foi apresentado na sexta-feira dia 30 de dezembro. Vários telespectadores que não puderam assisti-lo, solicitaram à produção do programa, que o mesmo fosse repetido em outra ocasião. A TV Pampa, sensível a estes pedidos, forneceu o vídeo na íntegra, e nós estamos postando abaixo em tres partes.

Programa Pampa News de Fim de Ano - Parte I

Programa Pampa News de Fim de Ano - Parte II

Programa Pampa News de Fim de Ano - Parte III

sábado, 7 de janeiro de 2012

Antigas Estações Ferroviárias do Rio Grande do Sul

A Antiga Estação de Rio Grande
     Fotografia tomada quando a estação estava sendo concluída em 1884, ano de sua inauguração.Neste edifício funcionou também a administração da Estrada de Ferro Rio Grande - Bagé até sua transferencia para Santa Maria em 1905. Atualmente está preservada e serve a uma das secretarias da Prefeitura da cidade. 
Fotografia de Augusto Amoretty colorizada eletronicamente.
Fotografia das oficinas de manutenção da estação de Rio Grande em 1884.
Fotografia de Augusto Amoretty.
Trem em frente a estaçãode Rio Grande por volta de 1920.
A duas fotografias acima foram retiradas de dois cartões - postais coloridos. A fotografia acima é de 1905 e a de baixo de 1912. Em ambas aparece a estação de Rio Grande.
Estações do Ramal Ferroviário do Cassino
Fotografia de cartão-postal datado e selado em 1913.
Fotografia de cartão-postal datado e selado em 1919.

Fotografia de 1930


          O Balneário do Cassino em Rio Grande - RS foi criado em 1885. Seu nome original é "Vila Siqueira". Os trens para aquele balneário começaram a circular em 1890 e entre a cidade e a praia existiam 12 paradas. Na fotografia superior aparece a "Estação Marítima". Na fotografia do meio a "Estação Bolaxa" e na inferior a "Estação Vila Siqueira". O trem levava os passageiros até a "Estação Beira-mar" que era a última do trajeto.




A Estação Ferroviária de Pelotas
     As duas fotografias acima foram retiradas de cartões-postais datados em 1911 e mostram a Estação de Pelotas. Semelhante arquitetonicamente a de Rio Grande foi inaugurada no dia  2 de dezembro de 1884. Encontra-se desativada e abandonada.
     A grande concentração de automóveis e populares em frente a estação de Pelotas naquele chuvoso dia 13 de novembro de 1923 tinha a finalidade de aguardar a chegada de Joaquim Francisco de Assis Brasil.



A Primitiva Estação de Bagé
     A primeira estação ferroviária de Bagé foi inaugurada em 12 de dezembro de 1884 e era a estação terminal da linha que se iniciava em Rio Grande. Este belo edifício foi destruído por um incendio na noite do dia 24 de outubro de 1924. A nova estação, construída em 1929,  abriga a Prefeituira Municipal de Bagé.

A Estação de Cacequí
     A estação de Cacequi foi inaugurada em  23 de dezembro de 1890 pela E. F. Porto Alegre-Uruguaiana. O nome derivou do rio Cacequi, que passa por ali. Por vários anos, até 1907, a estação foi ponta de linha da ferrovia, devido a uma série de empecilhos para a construção do trecho entre ela e Alegrete. Mesmo antes da continuação da linha até Uruguaiana, partia de Cacequi um vapor que seguia pelo rio Ibicuí até Uruguaiana. Dessa estação saíam também trens para Bagé e Marítima (Rio Grande) e para Livramento. Atualmente serve como museu da municipalidade.

A  Primeira Estação de Cachoeira do Sul
Fotografia de 1909 e colorizada eletronicamente 
Fotografia da década de 20
     A estação de Cachoeira ( Cachoeira do Sul a partir de 1945) foi inaugurada em 7 de março de 1883 como trecho inicial da linha para Uruguaiana. Em 1973, foi desativada e uma nova estação foi construída no bairro Oliveira, distante do centro, numa variante que mudou a linha de seu local primitivo. Foi demolida a partir do mes de junho de 1975.

A Estação de São Gabriel

     A estação de São Gabriel foi inaugurada em 1896 como estação terminal provisória da linha que vinha de Cacequi. Encampada pela Cie. Auxiliaire em 1898, esta mesma empresa conseguiu finalmente fazer a linha no trecho São Gabriel-São Sebastião, que unia finalmente Cacequi ao porto do Rio Grande, no ano de 1900. A estação, desativada desde o fim dos trens de passageiros na linha, por volta de 1982, serve hoje como museu da Força Expedicionária Brasileira gaúcha.
A estação de São Gabriel em fotografia colorizada eletronicamente e datada de 1913.

A Estação de Bento Gonçalves
Fotografia de 1910
Fotografia de 1974

     O ramal para Bento Gonçalves foi construído a partir da estação de Carlos Barbosa, na linha Porto Alegre-Caxias, pelo Governo do Estado em 1918, até Garibaldi, e até 1919, até Bento Gonçalves. A estação de Bento Gonçalves foi inaugurada em  10 de agosto de 1919 como ponto final do ramal de Bento Gonçalves.O ramal foi desativado para passageiros por volta de 1976 sendo que os trens regulares nunca operaram além de Bento Gonçalves.A Estação continua servindo a uma linha turística entre Carlos Barbosa e Bento Gonçalves.


As Estações da Linha Para Canela
 fotografia de 1910 colorizada eletronicamente
Estação de Canela em 1928.


      A linha de Canela foi aberta no trecho entre Neustadt (Rio dos Sinos) e Novo Hamburgo em 1876, sendo, na verdade, na época, um prolongamento da  linha Porto Alegre - São Leopoldo. Em 1903, foi prolongada até Taquara. A linha chegou em Canela, seu ponto terminal, somente em 1922, de onde passou a se trazer a madeira abundante na região. 

     A estação de Taquara foi inaugurada em 15 de agosto de 1903 como ponta da linha dessa ferrovia. Dali para a frente começaria o trecho mais difícil, a subida da serra até Canela.
     A estação de Canela foi aberta em 1922. Entretanto, a data de inauguração oficial é 14 de agosto de 1924. A cidade surgiu com a estação e a ferrovia. Os trens de passageiros, no entanto, somente passaram a ir até a estação em 1924. A linha foi desativada em 1963 Hoje o prédio pertence à Fundação Cultural do município de Canela.

A Estações de Caxias, Montenegro e Santa Cruz do Sul
     A linha Porto Alegre-Caxias foi aberta no trecho entre a Capital e São Leopoldo em 1874, como a primeira ferrovia do Estado. Em 1876 foi prolongada até a estação de Novo Hamburgo. Em 1905, a Cie. Auxiliaire assumiu a linha. Apenas em 1909 a linha teve continuação, partindo de Rio dos Sinos, 7 km antes de Novo Hamburgo e chegando até Carlos Barbosa, e, no ano seguinte, até Caxias do Sul.O prédio da antiga estação encontra-se preservado
     A estação de Montenegro foi inaugurada em 02 de julho de 1909 pela Cie. Auxiliaire e desde o seu início já era o ponto de bifurcação da linha que vinha de Porto Alegre: uma seguindo para Carlos Barbosa (e que no ano seguinte seria estendida até Caxias) e outra para Barreto, na Porto Alegre-Uruguaiana, fazendo com que, depois de quase 30 anos, os trens procedentes de Santa Maria, Uruguaiana e dos Estados do Paraná e São Paulo pudessem finalmente atingir a Capital do Estado.O prédio da estação de Montenegro sofreu um grande incendio no ano 2000 mas foi restaurado e encontra-se preservado abrigando um museu e uma pinacoteca.
     O ramal de 31 quilômetros ligando a estação de Couto (Ramiz Galvão) a Santa Cruz  do Sul foi inaugurado em 15 de novembro de 1905, depois de 34 anos do primeiro projeto feito para essa ligação. Durou até 1965, quando foi desativado. A estação quase foi demolida mas passou por restauração  e hoje abriga um centro cultural da prefeitura da cidade.
Fotografia tomada em 01 de junho de 1910 quando da inauguração da estação de Caxias do Sul. Fotografia colorizada eletronicamente.
 Fotografia de 1913 colorizada eletronicamente.
 Estação de Montenegro em postal colorido e datado em 1910
 Estação de Santa Cruz do Sul em postal colorido datado de 1915.
A Estação de Santa Cruz em fotografia tomada em 1914 e colorizada eletronicamente.
Fotografia da Estação de Santa Cruz em 1920.


As Estações da Primeira Ferrovia do Estado do Rio Grande do Sul

      A estação de São Leopoldo foi inaugurada em 14 de abril de 1874 como ponto final da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, a "The Porto Alegre and New Hamburg Brazilian Railway". O prédio chegou pré-fabricado da Inglaterra e foi montado nas fundações que já estavam prontas. Em 1876, a linha foi completada, até Novo Hamburgo. No final do século 19, a estação foi aumentada, com a inclusão de mais um corpo que ganhou uma janela da então recem-demolida estação original de Porto Alegre, que era igual. Em 1905 foi assumida pela Cie. Auxiliaire, e, em 1920, pela VFRGS.Preservada em sua arquitetura original, abriga atualmente o Museu do Trem.

      A estação de Canoas foi inaugurada no mesmo dia da de São Leopoldo como uma das paradas do trajeto. A estação, construída em terras da Fazenda Gravataí, deu origem à cidade, que começou a se formar durante a construção da ferrovia, onde alguns trabalhadores aproveitavam toras de madeira para produzir canoas. A vila, chamada de Capão das Canoas, desenvolveu-se rapidamente e passou a ser ponto de veraneio das famílias de Porto Alegre, de forma que, em 1885, eram anunciados oito trens ligando Porto Alegre a Canoas em cada domingo. A cidade cresceu bastante, e em 1934 foi inaugurada uma nova estação, muito maior que a original, que era de madeira e foi demolida. A nova estação foi tombada pelo município em 14 de abril de 2010.
     A estação de Sapucaia foi inaugurada no mesmo dia 14 de abril de 1874. Era uma pequena estação de madeira medindo não mais de 13m x 5,50m. Com a desativação dos trens de passageiros foi demolida em 1983.
     A estação de Esteio foi aberta em 08 de fevereiro de 1911 em reformada em 1928. Com a desativação dos trens em 1982, foi demolida no ano seguinte.
    A estação de Novo Hamburgo foi aberta no início de 1876 no prolongamento da ferrovia Porto Alegre-São Leopoldo. A localidade, deserta, ficava antes do povoado de Hamburger-Berg, hoje Hamburgo Velho, uma das vilas da região então chamada de Mundo Novo. Em 1919, a estação teve o nome alterado para Borges de Medeiros, como reflexo do sentimento antigermanico causado pela Grande Guerra. Entretanto, os protestos da população acabaram por regenerar o nome original em 1920. na década de 40 a estação primitiva foi demolida e subtuituida por uma maior de alvenaria.
Estação original de São Leopoldo em fotografia de 1900.
Fotografia da estação de São Leopoldo em 1914.
A primitiva estação de Canoas em postal datado de 1908.
A primitiva estação de Sapucaia do Sul em fotografia sem data conhecida.
 A estação de Esteio por volta de 1930 em fotografia colorizada eletronicamente.
A primitiva estação de Novo Hamburgo em fotografia tomada em 1920 e colorizada eletronicamente.

A Estação de Hamburgo Velho (Hamburgo - Berg)

      A estação de Hamburgo Berg foi aberta em 1903 no prolongamento da ferrovia entre Novo Hamburgo e Taquara. Hamburgo Berg era a vila, na verdade um bairro afastado de São Leopoldo, mas, como a ferrovia chegou em 1876 a um ponto anterior à vila, os ingleses batizaram essa estação de New Hamburg (Novo Hamburgo). A estação de Hamburgo-Berg  foi inaugurada em 15 de agosto de 1903. 
Fotografia da estação de Hamburgo Velho em 1900. A fotografia foi colorizada eletronicamente.
     No ano de 1919, por causa de ressentimentos antigermanicos devido à guerra, o nome foi alterado para Genuíno Sampaio. Ante os protestos da população, em 1920 a estação passou a se denominar Hamburgo Velho. Em 1963, a linha Novo Hamburgo-Canela foi desativada e a estação foi demolida.
Fotografia da estação de Hamburgo Velho em 1917. A fotografia foi colorizada eletronicamente.
Fotografia da estação no final dos anos 50.







As Estações do Ramal Ferroviário de Santo Angelo

      O ramal de Santo Ângelo foi construído pelo Batalhão Ferroviário, e, embora aprovado desde 1895, somente em 1911 foi entregue seu primeiro trecho ligando Cruz Alta, na linha Marcelino Ramos-Santa Maria a Ijuí. Em 1915 chegou a Catuípe, depois a Santo Ângelo (1921), a Giruá (1928) e somente em 1940 atingiu sua extensão máxima, em Santa Rosa. Era chamado de "Ramal de Ouro" por causa da grande quantidade de mercadorias que transportava. Trens de passageiros trafegaram pelo ramal certamente até os anos 1980.
     A estação de Ijuí foi inaugurada em 23 de março de 1911 e até 1981 houve passagem de trens de passageiros por ela. Atualmente encontra-se desativada.
     A estação de Cruz Alta foi inaugurada em 20 de novembro de 1894 e a de Santo Angelo somente em 26 de outubro de 1921. Esta estação abriga atualmente o "Memorial Coluna Prestes" pois foi em suas dependencias que Luis Carlos Prestes e seus companheiros planejaram as primeiras ações da famosa marcha.
 Estação de Santo Angelo em fotografia tomada em 1924 e colorizada eletronicamente.
 A estação de Santo Angelo em fotografia atual e já transformada em "Memorial Coluna Prestes"
Fotografia tomada no dia 23 de março de 1911 quando da inauguração da estação de Ijuí.
 Pátio de manobras da estação de Ijuí tendo ao fundo parte da cidade. Fotografia de 1920.
Grupo de passageiros na estação de Ijuí por volta de 1915
A estação de Cruz Alta em cartão-postal de 1912.

A Estação Ferroviária de Rio Pardo

     A estação de Rio Pardo foi inaugurada em 07 de março de 1883 pela E. F. Porto Alegre-Uruguaiana. A cidade já existia, pois é uma das mais antigas do Rio Grande do Sul, tendo o município se instalado em 1809. Na época da construção do primeiro trecho, até Cachoeira do Sul, discutia-se se a estação do Rio Pardo deveria ser o ponto inicial da ferrovia, visto que, no início, ela não partiria de Porto Alegre: a capital da Provincia era alcançada pela navegação fluvial pelo rio Jacuí. Rio Pardo fica às margens desse rio, mas Santo Amaro (hoje Amarópolis) também e era mais próxima da capital: ficou sendo esta última a estação inicial. Atualmente a estação está desativada porém preservada em sua arquitetura original.

              
A gare da estação de Rio Pardo em fotografia tomada no final do Século XIX.
               
A estação de Rio Pardo tomada pelas águas na enchente de 1941.

Algumas Estações da Estrada de Ferro Santa Maria - Marcelino Ramos

     A linha unindo Marcelino Ramos e Santa Maria foi idealizada em 1889 juntamente com todo o trecho entrte Itararé-SP, e Santa Maria-RS, pelo engenheiro Teixeira Soares, visando a ligação ferroviária do Rio de Janeiro e São Paulo com o sul do País e também a colonização de boa parte do percurso,onde existiam locais ainda virgens. 
     A estação de Santa Maria foi inaugurada no dia 13 de outubro de 1885. A partir de 1894 tornou-se o grande centro ferroviário do estado pois por ela passavam todos os trens que se dirigiam para Santa Catarina,Paraná e São Paulo
    A estação de Carazinho foi inaugurada em 15 de novembro de 1897 pela Sud Ouest. Em 1930, a estação foi ponto de reunião de trens e de soldados que se dirigiam para o norte do país para o apoio a Vargas durante a revolução. Em 1937, o velho e histórico prédio foi posto abaixo e em seu lugar construída a nova estação que atualmente, encontra-se abandonada.
    A estação de Sertão foi aberta em 03 de maio de 1910 pela Cie. Auxiliaire. Era, como praticamente todas as estações da linha, uma estação onde se carregavam madeiras. Recentemente a prefeitura anunciou a revitalização da estação que encontrava-se abandonada.
Pátio de manobras da estação de Santa Maria tendo ao fundo parte da cidade. Postal colorido e datado de 1908.
A estação de Santa Maria em fotografia de 1910.
A grande quantidade de charretes para o transporte de passageiros mostra o intenso movimento da estação de Santa Maria. Fotografia de 1910.
Desembarque de gado na estação de Santa Maria. Postal colorido datado de 1918.
A primitiva e histórica estação de Carazinho em fotografia de 1920  colorizada eletronicamente. 
 Nesta fotografia do ano 2000 aparece a estação de Sertão no abandono. Aguarda-se sua restauração.






A Estação de Uruguaiana
     A estação de Uruguaiana foi inaugurada em 20 de agosto de 1897 pela " The Brazil Great Southern Railway". A ligação com Porto Alegre somente ocorreu em 1912. Em 1935 foi construído um novo prédio ao lado da primitiva estação. Atualmente encontra-se abandonada
A estação de Uruguaiana em fotografia colorizada eletronicamente e datada de 1910.

A Estação de Itaqui

     A estação de Itaqui foi inaugurada em 30 de dezembro de1888. A estação teria sido idêntica à de Barra do Quarai, mas já foi bastante descaracterizada. A linha funcionou para trens de passageiros até cerca de 1980.Atualmente encontra-se desativada e a área está destinada a um parque público.
Fotografia colorizada eletronicamente da estação de Itaqui em 1903.

As Estações de Jaguari e Santiago do Boqueirão
       O ramal de São Borja, partindo da estação de Dilermando de Aguiar, na linha Porto Alegre-Uruguaiana, foi aberto em 1919 até a estação de Jaguari, e somente 17 anos depois chegou a Santiago, para finalmente alcançar São Borja em 1938, onde se encontraria com a linha Itaqui-Uruguaiana-São Borja. Os trens de passageiros, sempre partindo de Santa Maria, trafegaram pela linha até 1982.
     A estação de Jaguari foi inaugurada em 13 de maio de 1919 e hoje encontra-se abandonada.
       A estação de Santiago teve sua inauguração em 24 de junho de 1936 e o primeiro trem chegaria 6 dias após. Atualmente encontra-se revitalizada e abriga um centro de eventos culturais.
O antigo prédio da estação de Jaguari em fotografia de 1930.
 A estação de Santiago do Boqueirão em fotografia da época da inauguração.