Hospital Parque Belém

Hospital Parque Belém
Hospital Parque Belém - Vista da Parte Fronteira
Minha foto
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A Primeira Grande Metalúrgica do Rio Grande do Sul

A Primeira Grande Metalúrgica do Rio Grande do Sul

         O fundador de nossa primeira metalúrgica foi o alemão Emmerich Berta que em 1871 inicia, em pequena escala, a produção de cofres que era sua especialidade. A pequena empresa ficava situada no então Caminho Novo, atual Voluntários da Pátria e não passava de um pequeno pavilhão com poucos operários. Em 1891, depois de retornar da Europa e de ter trabalhado como comerciante de ferros, o Sr. Alberto Bins assume como sócio comandatário (sócio majoritário) a pequena indústria de Emmerich Berta e passa a conduzir a mesma até 1904 quando o Sr. Berta retirou-se da sociedade, ficando Alberto Bins como único proprietário. Nesta época a empresa passou a denominar-se “Fábrica Berta” em homenagem ao fundador e primeiro fabricante de cofres no Brasil. O Sr, Emmerich Berta faleceu em 1912.
      A grande capacidade de Alberto Bins como empresário deu grande impulso a empresa tanto que ampliou-a com a construção de cinco pavilhões e importação de máquinas modernas da Europa constituindo-se no maior complexo metalúrgico do estado naquela época.
        Em cada um dos pavilhões ficava localizada a linha de montagem dos principais produtos da fábrica que na época eram constituídos por cofres, camas de ferro, fogões à lenha, baldes, bacias galvanizadas e ferragens em geral tais como, fechaduras e dobradiças.
        Em 1910 a indústria era movida por dois motores à vapor cada um com 24 Hp. Já em 1930 a capacidade instalada de todos os motores ultrapassava 100 Hp.
Os Primeiros Anos da Empresa
Fachada da oficina mecanica de Emmerich Berta em fotografia de 1898.O pavilhão que aparece a esquerda  foi construído após a entrada de Alberto Bins para a sociedade. Nos primeiros anos a metalúrgica, a fundição e o estaleiro, funcionavam neste mesmo local que se situava na Rua Voluntários da Pátria nº 339(quase em frente ao antigo Cinema Coliseu).
Alberto Bins em 1900.
Fotografia de Otto Schönwald.
Fotografia dos funcionários da Metalúrgica Berta em 1902.
Detalhe da fotografia acima e na qual aparece o Sr. Emmerich Berta (asterísco) entre outros servidores.

 Os Primitivos Pavilhões da Metalúrgica
Nas fotografias abaixo aparecem vários aspectos do interior dos pavilhões da Metalúrgica Berta nos primeiros anos do Século XX.
Fotografia de 1910
Montagem de cofres: Fotografia de 1912
Montagem de cofres: Fotografia de 1912
Fotografia de 1910
Montagem de fogões em fotografia de 1910
Montagem de camas de ferro em fotografia de 1910
Fabricação de fechaduras e dobradiças em 1910

8 comentários:

  1. Sou aluna Evellyn da turma 205 do Colegio Estadual Inacio Montanha.como estamos efetuando um trabalho sobre modificaçoes da paisagem urbana na matéria de geografia com o professor Cesar,escolhi sobre a oficina mecanica de Emmerich Berta se puder me mande logo a fotografia
    Obrigado.e-mail:evellyngoncho@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. meu pai roque victoria trabalhou nessa empresa ate 1980 mais ou menos ele faleceu em 1988 mas tambem o tio fred que nao lembro sobre nomes tambem como shinayder e o beto tenho fotos deles e gostaria de se alguem tem mais informaçoes dessas pessoas dos sobrenomes para poder procurar principalmente o fred que era casado com a maria e tinha casal de filhos fredandre e ana paula me ajudem obrigad

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Meu nome é Thelma, meu pai é o João Alberto Heinske, Beto.

      Excluir
  3. Infelizmente, foi dado fim a mais um patrim6nio historico de Porto Alegre, rasgaram mais uma pagina de nosso glorioso passado, com as obras da duplicacao da av Voluntarios da Patria , so nos resta, contemplar por fotos, pois este predio centenario foi derubado recentemente na calada da noite, que vergonha sr, Prefeito.

    ResponderExcluir
  4. Trabalhei na Berta em 1977/8, na expedição onde enviava aos bancos, em envelopes por mim lacrados com o símbolo da Berta, as chaves e segredos dos cofres e portas fortes. Trabalhei com estes Srs. Fred gerente geral, Schneider gerente de vendas, João Alberto engenheiro, Viseu chefe do escritório, tinha ainda um sr. Idoso que cuidava da contabilidade e uma também idosa que era secretária mas não lembro o nome. Tinha um estagiário em engenharia Rui Pfau, filho de ex diretor na época falecido. Trabalhei com o Rui Pfau em outra empresa posteriormente. Espero ter contribuído.SDS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui Gerente Industrial (Lori Lima) da Berta e fui o propulsor de tecnologia transformando a Berta de uma serralharia artesanal com processos dinâmicos de alta produção. É minha época os Diretores eram Werner Wallig e seu filho João Wallig Neto.Lembro do Viseu do escritório,Pimentel do Custos Dona Lourdes Secretária ,Santino da Produção e outros. naquele período conquistamos clientes como Bradesco, Itaú e outros bancos importantes.
      Considero minha passagem pela Berta como uma das mais importantes etapas de minha carreira.

      Excluir
    2. Isso aconteceu nos anos 80 e não poderia deixar de mencionar dois grandes profissionais de Vendas os irmãos Sérgio e Paulo Guerra que foram de suma importância na retomada da Berta no segmento Bancário.

      Excluir
  5. Para Adriana.FREDE BEHFELDT(Gerente Administrativo Financeiro),WALTER JOAO SCHNEIDER(Gerente de vendas) e ENG JOAO ALBERTO HEINSKE(Gerente de producao)
    Trabalhei la como disse Alberi Demetrio, e de la trabalhamos em outra empresa.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e e-mail!