Pórtico da Exposição Farroupilha - 1935

Pórtico da Exposição Farroupilha - 1935
Minha foto
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil

FOTO ADIVINHAÇÃO

FOTO ADIVINHAÇÃO

Hoje estamos postando uma nova "Foto Adivinhação" e dando o resultado da anterior.

A resposta correta era: A Rua Mostardeiro

A imagem que estamos postando hoje é de uma antiga praça de POA . Na imagem aparecem tres grandes prédios. Os dois que estão situados mais à direita existem até hoje e estão preservados na sua arquitetura original. O prédio da esquerda já desapareceu mas abrigava um tradicional cinema de Porto Alegre.


Que local é este? Vale citar as ruas, esquinas etc


Os acertadores receberão uma foto brinde, em alta definição e que poderá ser ampliada e enquadrada se assim desejarem.

Participe , voce pode tentar várias vezes até acertar

Mande sua resposta para:

ronaldomarcos.bastos@gmail.com

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A Energia Elétrica em Porto Alegre – Parte II

Planta em Perpectiva da Usina do Gasometro - 1926



A CEERG, companhia que se formou em 1925 e absorveu a Fiat Lux, foi quem iniciou a construção da usina. Para isso contratou a Cristiani & Nielsen Engenharia, uma empresa com sede na Dinamarca que foi quem projetou e construiu a usina. A fotografia (retirada do livro “Porto Alegre em Revista” – 1926) mostra o projeto em perspectiva feito por essa empresa de engenharia.
Porto Alegre e a Nova Iluminação Pública – 1938



Nos primeiros anos de funcionamento da Usina do Gasometro havia abundância energética. Em função disso, a prefeitura implantou, principalmente no centro da cidade, um moderno sistema de iluminação para as ruas, avenidas e praças, em substituição aos velhos lampiões de gás. Praça da Alfândega (foto acima) e Rua da Praia(foto abaixo).
Engenheiros Americanos – 1928



Esta fotografia mostra dois engenheiros americanos que vieram a Porto Alegre para trabalhar na construção e implantação da usina a partir da assinatura do contrato com a Bond and Share. Não havia indicação no verso da fotografia que esclarecesse uma dúvida: ou um deles era muito baixinho ou o outro era muito alto;fica a dúvida.
Construção da Chaminé da Usina do Gasometro – 1936



Apesar de ter iniciado suas operações em 1928, somente em 1937 foi colocada em funcionamento a chaminé de 117 metros de altura que acabou por se tornar um dos símbolos da cidade. Isto ocorreu porque a fuligem emanada das primitivas chaminés que eram muito baixas,infernizavam a vida dos moradores do centro e cidade baixa, principalmente.
Bonde Brill – Década de 60



Quando a Bond and Share assumiu o controle da energia elétrica, absorveu também a Companhia Carris Porto-Alegrense. Em dezembro de 1928 encomendou os modernos Carros Brill que vieram da Filadélfia nos EUA. Isto só foi possível porque havia condições de fornecimento da força eletromotriz necessária. Estes bondes circularam até o encerramento dos serviços em 08 de março de 1970.
Desembarque de Carvão na Usina do Gasometro – 1958



Com a finalidade de escapar das altas taxas do porto da capital, os controladores da usina construíram um pequeno cais para desembarque do carvão que servia como combustível para o sistema de geração.
Controle do Fornecimento de Energia para a Carris



Além da corrente alternada utilizada para o sistema de iluminação, a usina fornecia a força eletromotriz em corrente contínua especialmente para a movimentação das dezenas de bondes da Companhia Carris Porto-Alegrense. Esta fotografia mostra a secção de controle deste fornecimento no interior da usina.
Turbogeradores Oerlikon – 1948



Quando a usina entrou em operação, possuía dois destes geradores fabricados na Suiça. Cada um deles tinha a capacidade para gerar até 5.000Kw/h.
Trabalho de Manutenção na Usina do Gasometro – 1950



A usina não só gerava energia como também tinha um parque de manutenção onde trabalhavam mecânicos,eletricistas,torneiros e outros tantos operários encarregados da manutenção dos sistema de produção e distribuição da energia elétrica em Porto Alegre.
Vista Aérea da Usina do Gasometro – 1955


Esta fotografia aérea tomada em 1955 mostra a usina em pleno funcionamento com a chaminé soltando fuligem na atmosfera. Esta chaminé, com 117 metros de altura, tornou-se um símbolo da cidade.
A Usina Durante a Enchente de 1941


Apesar de tomada pelas águas do Guaíba durante a grande enchente de 1941, a usina não parou de funcionar um só instante graças ao desvelo e a comovente dedicação de seus trabalhadores que fizeram o impossível para não deixar a cidade às escuras.
Últimos Trabalhadores da Usina do Gasometro



Quando a usina foi desativada em dezembro de 1974, restava este grupo de 11 trabalhadores da Companhia Estadual de Energia Elétrica – CEEE. Esta fotografia inspirou uma escultura existente hoje no Centro Cultural Usina do Gasometro.
José Montaury de Aguiar Leitão e Alberto Bins



Dois intendentes que foram protagonistas de importantes decisões relativas a energia elétrica em Porto Alegre. José Montaury (foto acima) foi quem construiu a primeira usina elétrica municipal em 1908 para levar iluminação aos bairros da capital. Alberto Bins foi quem costurou politicamente o projeto que trouxe a Bond and Share em 1928, alavancando substancialmente o fornecimento de energia elétrica para Porto Alegre.
Osvaldo Cordeiro de Farias e Leonel Brizola



Dois governadores que tiveram fundamental participação na história da energia elétrica no estado. Cordeiro de Farias (foto acima) criou a Comissão Estadual de Energia Elétrica(CEEE) em 1943 abrindo o caminho para a estatização dos serviços. Leonel de Moura Brizola (foto abaixo) encampou os serviços em 13 de abril de 1959 e criou a Companhia Estadual de Energia Elétrica(CEEE) em 19 de dezembro de 1963.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A Energia Elétrica em Porto Alegre – Parte I

Rua Sete de Setembro – 1895


Nesta vista da Rua Sete de Setembro no final do século XIX podemos observar, em primeiro plano o Edifício da antiga Delegacia Fiscal(hoje sede do Banrisul) e mais ao fundo a chaminé da Fiat Lux.
Fiat Lux Vista do Guaíba – 1897


Todos os barcos e vapores que chegavam a Porto Alegre pela Lagoa dos Patos, vislumbravam a Fiat Lux com sua chaminé a beira do Guaíba. A Usina queimava carvão e lenha para movimentar os dínamos geradores de energia elétrica.
Fiat Lux Vista do Alto da Igreja das Dores – 1900


A chaminé da Companhia ficava próxima da beira do Guaíba e era a única existente naquela região
Fundador e 1º Presidente da Companhia Fiat Lux


Aimable Jouvin, cidadão francês radicado em Porto Alegre, era proprietário de uma farmácia na Rua dos Andradas e obteve a concessão para exploração dos serviços de energia elétrica em todo o estado. Conseguiu organizar a Fiat Lux em 1887 que foi a única empresa que ele montou baseado em sua concessão. O primeiro presidente da Companhia foi Graciano Alves de Azambuja.
Usina Elétrica Municipal – 1908



Esta fotografia de Virgílio Calegari mostra a Usina Elétrica Municipal que ficava situada na Voluntários da Pátria esquina com a Rua Coronel Vicente. No local, atualmente, está o antigo prédio das Lojas Mesbla.
Interior da Usina Elétrica Municipal


A Usina Elétrica Municipal tinha uma pequena capacidade geradora pois, foi concebida para suprir a iluminação pública dos bairros. Entretanto, com o passar do tempo, levou energia elétrica também aos consumidores particulares.Chegou a ter mais de 1500 assinantes em diferentes bairros da capital.
José Montaury de Aguiar Leitão - 1900


Foi o Intendente que criou a Usina Elétrica Municipal em 1908. A sua preocupação era a inexistência de iluminação nos bairros de Porto Alegre já que o centro da cidade era suprido pela Fiat Lux e tinha iluminação pública por lampiões a gás fornecido pelo Gasometro.
Antigo Edifício da Mesbla – 1960


Esta fotografia, tomada no Natal de 1960, mostra o edifício onde funcionava as Lojas Mesbla em Porto Alegre que foi construído no mesmo local onde funcionava a Usina Elétrica Municipal.
Usina da Companhia de Força e Luz – 1915


A usina de geração da Companhia de Força e Luz ficava situada na esquina da Voluntários da Pátria com a Rua da Conceição, bem em frente a antiga estação ferroviária, demolida para a construção do túnel da Conceição.
Interior da Usina de Força e Luz – 1918


As instalações geradoras da Companhia de Força e Luz eram de grande capacidade. A geração era suficiente para movimentar toda a locomoção dos bondes e ainda sobrava para ser vendida a consumidores particulares. A usina fornecia corrente continua e também corrente alternada.
O Edifício Ely em Porto Alegre – 2008


Nesta fotografia podemos observar o Edifício Ely que foi construído em 1923 no local onde funcionava a Usina geradora da Companhia de Força e Luz. O nome se deve ao seu antigo proprietário, o comerciante Nicolau Ely.
Garagem e Oficinas da Companhia de Força e Luz – 1920


Situava-se na Avenida João Pessoa na esquina com a Sarmento Leite. Neste local funcionaram as oficinas e a garagem dos bondes elétricos a partir de 1908.O terreno dava fundos para a Rua Lima e Silva. Este prédio foi demolido algum tempo depois da retirada dos bondes de circulação naquele melancólico dia 08 de março de 1970.
Primeiros Dias de Circulação dos Bondes Elétricos – 1908


A criação da Companhia de Força e Luz trouxe para a cidade a possibilidade da implantação de um moderno sistema de transporte coletivo movido a eletricidade: os saudosos bondes elétricos. Nesta fotografia podemos observar dois bondes e vários populares fazendo pose para Virgílio Calegari na Rua Marechal Floriano esquina com Riachuelo.
Encontro de Linhas – 1910


Porto Alegre viveu uma situação inusitada nas duas primeiras décadas do século XX. O fato de existirem tres diferentes geradoras de energia elétrica operando simultaneamente fez com que, em muitos lugares, se misturassem suas linhas de transmissão acrescidas dos postes de linhas telefônicas. A sensibilidade do fotógrafo nos legou esta imagem muito significativa
Contador de Consumo Elétrico


Medidores de consumo elétrico foram implantados pela Fiat Lux nos domicílios dos consumidores a partir de 1908. Este fato permitiu que a cobrança fosse realizada nos mesmos moldes que ocorre hoje em dia, ou seja: quem gasta muito paga muito, quem gasta pouco paga pouco. Foram os primeiros medidores instalados no RGS.
Diretor-Presidente da Companhia de Força e Luz – 1916


Nesta fotografia podemos observar o Dr. Possidonio Mâncio da Cunha Júnior em seu gabinete de trabalho na Companhia de Força e Luz. O Dr. Possidonio foi o grande idealizador e sócio majoritário da Companhia. Também participava como um dos principais acionistas da Companhia Telefonica Rio-Grandense além de ser Presidente da Companhia Predial e Agrícola.
Ação da Força e Luz – 1906


O investimento realizado pela Companhia de Força e Luz para implantar a rede de trilhos e linhas, construir a usina geradora e as oficinas além de adquirir na Inglaterra os bondes elétricos, foi de grande monta. Isso exigiu a constituição de uma sociedade com quotas de capital distribuídas entre vários acionistas. Esta fotografia mostra uma destas ações no valor de 200 Mil Réis.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O Mercado Público de Porto Alegre

Mercado Público – 1875



Esta é a mais antiga fotografia conhecida do Mercado Público de Porto Alegre. Foi tomada por Luis Terragno desde a esquina com o Caminho Novo(atual Voluntários da Pátria. Observar a arborização no interior do mercado.
Praça do Paraíso com Mercado ao Fundo – 1887



Fotografia tomada por Luis Terragno mostra a antiga Praça do Paraíso com o Chafariz da Hidráulica Porto-Alegrense e com o Mercado ao fundo. Uma das laterais da Doca do Carvão também pode ser observada.
O Mercado Público em 1880


Nesta fotografia podemos observar algumas árvores na parte interna do Mercado. A partir de 1885 as árvores foram derrubadas para a construção de barracas de madeira na parte interna.
Frente Para a Praça XV – 1880



Dois lampiões a óleo de baleia iluminavam a calçada do Mercado na parte voltada para a antiga Praça do Paraíso, atual Praça XV de Novembro.
Vista da Doca do Carvão – 1890



Onde flutuam estes barcos, hoje ergue-se o edifício da antiga Prefeitura de Porto Alegre. Em 1895 a Doca do Carvão foi aterrada e no terreno a municipalidade construiu a sua sede.
Panorama do Mercado e Doca – 1895



Esta belíssima fotografia dos Irmãos Ferrari tomada da esquina da Rua Voluntários da Pátria, mostra uma visão geral do Mercado próximo a virada do século XIX.
Movimento ao Redor do Mercado – 1895



O fato de estar situado entre duas docas come grande movimento de barcos, fez com que ao redor do Mercado se formasse sempre uma grande agitação comercial com vendedores,carregadores e taxistas com seus tilburís.
Algumas Lojas do Mercado no Século XIX



Diferentes tipos de negócios funcionavam Nas lojas externas do Mercado desde sua fundação. Açougues,hotéis,bares e restaurantes,comércio varejista, ferrarias e tantos outros.
Cobertura das Bancas do Mercado Público – 1980


Esta fotografia mostra a cobertura metálica das bancas internas tal qual ficou após 1915. Esta mesma estrutura perdurou até 1997 quando ocorreu o processo de reestruturação e revitalização.
Mercado Público – 1915



Esta fotografia foi tomada apenas dois anos após a conclusão do segundo pavimento. Nesta época, foram entregues as novas bancas internas de alvenaria e ferro além de uma moderna câmara frigorífica para armazenamento de carnes.
Mercado e Praça Parobé – 1928
 

Com o aterro da Doca das Frutas em 1919, a municipalidade mandou construir esta praça em homenagem ao Engenheiro João José Pereira Parobé. A grande enchente castigou severamente a praça que, posteriormente, serviu como terminal de transporte coletivo.
O Mercado Tomado Pelas águas na Enchente de 1941



Devido a sua proximidade com o Guaíba, o mercado sofreu historicamente com a enchentes que assolaram a cidade no passado. Em 1941, a maior enchente da história da cidade, o mercado paralisou suas atividades pois o nível das águas atingiu mais de um metro em sua área.
Aspecto das Bancas – 2008

O mercado apresenta um movimento de público muito intenso. Milhares de pessoas circulam por entre as bancas todos os dias. Os freqüentadores sabem que muito raramente deixam de encontrar o que procuram. Sem dúvida, um grande centro de compras e convivência.
Interior do Mercado Público – 2008



Antigamente, ao caminhar pelas bancas do Mercado, não se tinha uma idéia de suas dimensões. Atualmente, o visitante sente toda a magnitude deste patrimônio da cidade que completa 141 anos.
Vista Atual do Mercado – 2009



As obras de restauração e revitalização do Mercado mantiveram a sua arquitetura original fato muito importante quando se trata de prédios antigos.O Mercado é o maior edifício histórico da cidade.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Os Primórdios da Aviação em Porto Alegre

Primeira Ascensão de um Balão em Porto Alegre 1905


Clique aqui para ver a Primeira Ascensão de um Balão em Porto Alegre 1905
Caso você esteja com dificuldade em assistir este vídeo, instale o Adobe Flash Player 10.1.
http://get.adobe.com/br/flashplayer/
Primeiro Avião que Sobrevoou Porto Alegre em 1911


Clique aqui para ver o Primeiro Avião que Sobrevoou Porto Alegre em 1911 .
Caso você esteja com dificuldade em assistir este vídeo, instale o Adobe Flash Player 10.1.
http://get.adobe.com/br/flashplayer/
O Circo das Touradas – 1901


Nesta fotografia, tomada por Lunara, podemos observar a localização do Circo das Touradas no então Campo da Redenção. No local se realizavam principalmente espetáculos de touradas mas, o local também servia para outros tipos de eventos. Cabe lembrar que nos primórdios do cinema em Porto Alegre, algumas projeções foram realizadas naquele local.
Magalhães Costa Prepara-se para a Ascensão – 1905



Esta fotografia, de autor desconhecido, foi tomada de dentro da parte interna do Circo das Touradas e mostra o momento em que o piloto Magalhães Costa soltava as amarras do “Portugal” para iniciar o pioneiro vôo sobre Porto Alegre.
Balão “Portugal” Sobrevoa Porto Alegre – 1905



Esta fotografia única, tomada pelo fotógrafo amador Herr Colembush, mostra o balão “Portugal” sobrevoando a cidade. Não se conhece outro registro fotográfico que mostre este balão voando sobre a cidade.
Panorama do Prado do Menino Deus – 1907



Esta fotografia de Virgilio Calegari, tomada dos altos do morro do Menino Deus, mostra um panorama da área onde se localizava o Hipódromo Rio-Grandense. A área ainda existe e hoje está entregue a Secretaria da Agricultura do Estado. Após este primeiro vôo, este local ficou sendo utilizado como campo de pouso para eventuais aviões que chegavam a Porto Alegre até a abertura do Aeroporto São João.